As mudanças da vida

Todos Artigos

Crédito da Imagem:
Britus Digital, Angola

É fácil entrelaçar os galhos de uma roseira jovem ao redor de uma treliça. É possível retorce-los de uma maneira que quebraria uma roseira mais velha. A água bate com força numa encosta rochosa, volta para o mar e arremete-se contra as pedras novamente. Um navio que bate contra o mesmo penedo tem um destino diferente. Muitas pesquisas têm sido realizadas para criar estruturas que sejam capazes de oscilar ao vento, absorver os tremores da terra, e expandir e contrair-se como reação ao calor e ao frio, e, ainda assim, suportar grandes pesos. Isso mostra que há outro requisito para lidarmos com as mudanças: adaptabilidade. Leia Filipenses 4:11,12.

Confiança no poder de Deus deu a Paulo a habilidade de adaptar-se às novas situações ao invés de submergir sob a pressão das mudanças.
Um pedaço de cera fria pode se quebrar, mas um pedaço aquecido pode ser modelado. É interessante como o calor parece afetar de tantas maneiras diferentes.

Em química, o calor faz com que as moléculas se movimentem mais. O elo que as mantém ligadas desprende-se, e coisas novas e interessantes podem acontecer. Se ampliarmos essa idéia aos seres humanos, poderemos chegar à conclusão de que o calor de uma nova experiência tende a fazer com que nos desliguemos dos velhos padrões de comportamento com os quais estávamos acostumados.
Precisamos dessa flexibilidade para reagir a novas experiências com novos padrões de pensamento e comportamento.

Em países onde há neve no inverno, a primavera é um momento de mudança. As plantas renascem e há um cheiro novo no ar. Gostamos desse tipo de mudança.
Deus também gosta da variedade. O céu nunca é o mesmo. Cada criatura é única, mesmo entre outras de sua própria espécie. Até as estações são variadas.

Deus gosta de cor, som, movimento, cada detalhe da vida. Afinal, Ele fez tudo.
Então, o que há de errado em ter roupas espalhafatosas e carros e tudo o que o moderno estilo de vida pode oferecer? Festas, divertimento, shows radicais – existe algum problema em desfrutar tudo o que a vida tem a nos oferecer? Leia Oséias 13:4-6. Qual é o risco de desfrutar até as boas coisas que Deus nos dá?

Para que Deus possa tornar-nos úteis, precisamos deixa-Lo transformar-nos, como o oleiro forma um vaso de barro. Temos que nos manter maleáveis e flexíveis em Suas mãos. Isto requer confiança.
A confiança permite que aceitemos muitas novas situações e acreditemos que Deus pode realizar Sua vontade através de qualquer coisa que aconteça conosco. Se nos adaptarmos a essas novas situações, começaremos a ver Deus operando de maneiras que nunca sonhamos serem possíveis.

Sempre encontraremos desafios em nossa vida que exigirão mudanças e adaptação. Podemos ter que nos mudar, podemos perder um pai, ou assistir, impotentes à desintegração de nossa família. Podemos ter problemas com nossos amigos e dificuldades para tomar decisões para o futuro. Mas a confiança em Deus nos dará força para acreditar que Ele ainda está atuando para que sejamos felizes, embora possamos não entender como Ele resolverá tudo.

Se temos dúvidas a respeito de algum novo hábito em nossa vida, e aonde ele está nos levando, podemos verificar como o mesmo afeta nosso relacionamento com Deus. Tudo que tem a ver com nossas escolhas de entretenimento, amizades e objetivos de vida deveria estar centralizado nEle.

Categorias